Religar e reconectar

Religar e reconectar
by

       1233483_417534848367182_586826774_n

    Voltar para nossa primeira casa sempre foi uma grande aspiração do ser humano. Movidos por uma busca profunda, os homens possuem em si aquilo que João Calvino chamou de semen religiones, ou seja, semente da religião. A semente da religião seria esse instinto que nos leva a intuir que há um Criador, um pressentimento da existência e da bondade de Deus.

Mas nesse momento nos deparamos com uma grande questão existencial e espiritual: como voltar para o Criador? O que precisa ser feito para que venhamos a nos reconectar com o nosso Pai? Qual o caminho a ser percorrido?

Todas essas perguntas apontam para a religião, uma palavra que segundo os Pais da Igreja Lactâncio e Agostinho seria advinda do latim religare, contendo a idéia de uma reconexão com Deus. A religião seria uma forma de nos religarmos com nosso Criador, uma maneira de voltar para casa.

Contudo, ao longo das Escrituras vemos que os narradores e cronistas, tanto do Antigo quando do Novo Testamento, assinalam dois perigos insidiosos: de estarmos perdidos ao recusarmos completamente a religião e de estarmos perdidos dentro da religião. As Escrituras insistem em nos mostrar o caminho dos ímpios, homens que não tem conhecimento do Senhor e vivem à sua maneira, e o caminho dos fariseus, homens que se perderam em seu conhecimento das coisas de Deus, tendo suas mentes obscurecidas pelo orgulho e por uma falsa espiritualidade arrogante e auto-suficiente.

Como afirma Tim Keller, todos podemos nos perder rejeitando a religião ou nos afundando nela, vivendo ambas as realidades fora da presença de Jesus. Por isso mesmo as Escrituras já haviam nos advertido de que Jesus é a nossa religião, pois é a morte do Filho de Deus em nosso lugar que nos religa e nos reconecta ao Pai.

Pr. Jeferson C. Alvarenga

share

Recommended Posts