Um Pai Coruja

Um Pai Coruja
by

pai

Jesus se dirigia ao Pai com tamanha intimidade que chegava a deixar parte de seus ouvintes constrangidos, enquanto outros ouviam maravilhados a forma como Jesus lhes mostrava um Criador tão pessoal e próximo quando Jesus orava “Abba Pai” (Mc 14.36). Se há uma experiência que é praticamente universal é o sentimento de ter sido abandonado por Deus. Muitas vezes nos sentimos esquecidos, deixados de lado ou simplesmente rejeitados pelo Criador. As coisas dão errado, a oração não traz consolo, as dúvidas se amontoam, a famílias e esfacela, o coração continua gelado.

Jesus, ensinando seus discípulos a orar (Mt 6.5-8) mostrou a verdade, a realidade que nossos corações muitas vezes não sentem mas que devemos ver com os olhos da fé: Deus é um Pai sempre presente e extremamente cuidadoso, um Pai coruja no melhor sentido dessa expressão tão carinhosa. O Salvador nos diz que quando oramos, o Pai está em secreto, oculto aos nossos sentidos, mas Ele está lá, não arreda o pé e ouve cada súplica, vê cada lágrima, sempre. Um Pai presente. Somos tentados pelo inimigo a pensar que o Pai não está ali por que não sentimos, mas o próprio Jesus nos garante que isso é uma mentira ardilosa. O Pai está lá. O Pai vê. O Pai ouve. Esse Pai celestial é tão atento que sabe tudo que precisamos, antes que venhamos a pedir! O Pai está lá, monitorando cada necessidade nossa, e no tempo d’Ele vai nos abençoar.  Nosso coração vive cheio de mentiras, mas Jesus nos mostra a verdade, a verdade a respeito do Pai, que mesmo sendo um Deus Eterno não é distante ou omisso. O Pai está vendo você, ele sabe do seu sofrimento e está cuidando de você, embora você esteja tão anestesiado pela dor que não sinta. Você não precisa sentir, você precisa conhecer o Pai por meio de Jesus, e crer! Tenha fé! Seu Pai Celestial Coruja está cuidando de você!

Pr. Jeferson C. Alvarenga

share

Recommended Posts