Esperança… em Deus!

Esperança... em Deus!
by

Temos a tendência de impessoalizar as palavras mais centrais da fé cristã, desconectando essas palavras de nosso relacionamento com Deus e de nossa relação com as pessoas. Fizemos isso com a palavra amor, que ao invés de significar priorizar e servir o outro passou a ser “ter bons sentimentos”. Ter fé, ao invés de ser confiança em Deus passou a ser “pensamento positivo”. Nessa mesma exposição de palavras vazias colocamos a esperança, que ao invés de ser uma expectativa do cuidado e provisão de Deus no futuro, se tornou “tomara que tudo dê certo”. O resultado foi que essas palavras se tornaram ocas, vazias. A fé, o amor e a esperança foram esculpidas dentro do ambiente do relacionamento com o Eterno por homens que tiveram uma vida profunda com Ele, nasceram para serem utilizadas na direção de pessoas, e não como conceitos fofos de uma espiritualidade individualista. Fé é confiar no Eterno. Amor é agir com o outro como o Eterno age conosco. E esperança?

Bem, esperança tem um toque de fé, pois também é confiança, mas é algo ainda mais vasto. É confiar no Eterno de tal maneira que vivemos agora como se já tivéssemos recebido aquilo que o Eterno prometeu. O Eterno nos prometeu livrar o mundo do mal, do sofrimento e do pecado em um momento futuro. Olhamos em volta e não vemos muitos indícios de melhora ou de mudança, mas seguimos com esperança. Ou seja, continuamos caminhando e confiando que o Deus que prometeu cumprirá sua palavra dentro de sua sabedoria e provisão. Da mesma forma continuamos caminhando com esperança mesmo quando nossa família ainda não foi restaurada, mesmo quando nosso casamento ainda está machucado, mesmo quando o emprego ainda não veio. Esperança é caminhar confiando e esperando n’Ele, na pessoa fiel do Eterno mesmo quando as circunstâncias não são muito favoráveis. Acima de tudo, esperamos pelo Redentor que um dia voltará para estar conosco!

Pr. Jeferson C. Alvarenga.

share

Recommended Posts