PROMESSA DE INTIMIDADE

PROMESSA DE INTIMIDADE
by

O ano está no fim. Alguns dirão que este foi um ano bom, que trouxe bênçãos esperadas e momentos de refrigério e alegria. Contudo, acredito que para grande parte dos brasileiros este ano foi um ano de luta, de esforço e certa apreensão tendo em vista o cenário nacional conturbado, o crescimento da violência, os problemas relacionados ao desemprego e a crise econômica. Nesses tempos de luta, dureza e crise muitas vezes nossa fé fica acuada, nosso coração fica desanimado e nós começamos a nos perguntar: “Será que Deus se importa? Será que Deus está cuidando de mim no meio disso tudo? Será que Ele vai me socorrer?”. Em tempos de sofrimento temos a tendência de nos sentir abandonados por Deus, sentimos que o Pai está distante de nós, chegamos a questionar seu amor e seu cuidado e nos perguntamos se de fato as coisas vão melhorar. Bradamos como o salmista: “Até quando, Senhor? Para sempre te esquecerás de mim?” (Sl 13.1).

Nessas horas mais escuras, é importante lembrar que nosso coração sempre se sentirá abandonado no sofrimento, mas que Deus está mostrando sua presença, seu amor, sua compaixão e seu interesse por nós através das pessoas! Sim, através das pessoas! O Deus Trino – Pai, Filho e Espírito – é aquele que te abraça no abraço do seu irmão, que fala na boca do seu próximo, que se revela no outro. O Deus Trino está presente na igreja e se faz presente em nossas vidas por meio da igreja: “Quando dois ou três de vocês se reunirem por minha causa, não tenham dúvidas de que estarei ali” (Mt 18.20). Por isso é tão importante que em tempos de crise, medo, dúvida e fracasso nós possamos buscar ainda mais a vida em comunidade! É preciso abrir espaço para o outro, pois é por meio dessas relações que Jesus mostra sua presença, revela sua sabedoria, manifesta seu cuidado e nos envolve com sua graça. É por meio da comunidade que Jesus cumpre suas promessas de intimidade feita a nós! Que em 2018 você e eu possamos ser cada vez mais comunidade, para a glória de Jesus!

Pr. Jeferson C. Alvarenga

share

Recommended Posts